03 – Lucio Henrique Bandeira / Suplente: Sebastião José Petrucci Rangel

[vc_row css=”.vc_custom_1665414990988{margin-top: 20px !important;}”][vc_column][vc_tta_tabs style=”flat” shape=”square” active_section=”1″][vc_tta_section title=”Biografia” tab_id=”1665415458859-178b00d7-4edb”][vc_column_text]#SomosTodosLucioePetrucci

Lúcio Henrique Bandeira

“É meu dever retribuir à sociedade o que eu tive a oportunidade de vivenciar ao longo da minha carreira”

Formado em Engenharia Civil pela Escola Nacional de Engenharia (UFRJ), em 1973; Mestrado em Saúde Pública, pela Escola Nacional de Saúde Pública da FIOCRUZ, em 2003.

De 1999 a 2000 trabalhou na Secretaria de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos do Rio de Janeiro, ocupando o cargo de Subsecretário Adjunto de Recursos Hídricos. Em 2003, Companhia Estadual de Água e Esgotos (CEDAE), no cargo de Superintendente da Diretoria de Projetos Especiais.

Atualmente na Diretoria da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES Nacional); Foi Presidente da seção Rio de Janeiro entre os anos de 2017 e 2019.


Sebastião José Petrucci Rangel (suplente)

Formado em Engenharia Civil pela Universidade Santa Úrsula (1985). Atualmente é professor do Centro Universitário Fluminense e da Universidade Cândido Mendes. Associação Norte Fluminense de Engenheiros e Arquitetos (Anfea) e coordenador regional do Crea RJ.
Acumula vasta experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em estruturas, atuando principalmente nos seguintes temas: estrutura metálica, estrutura de concreto, e de madeira, dimensionamento, reservatório, galpão e tesouras.

Participa também na orientação de trabalhos acadêmicos de conclusão de cursos das disciplinas que leciona.

www.lucioepetrucci.com.br

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section title=”Propostas” tab_id=”1665415458865-054e86f8-6234″][vc_column_text]#SomosTodosLucioePetrucci

Será com essa visão inovadora aliada à nossa experiência acumulada que iremos assumir. Queremos um trabalho árduo para além da Plenária e das Comissões do Confea. Afinal, é nas articulações internas e externas que é possível contribuir para que o Sistema Confea, Crea e Mútua possa ser orgulho da engenharia, da agronomia e da geociências.

– REPRESENTAÇÃO DE TODOS OS SEGMENTOS DOS PROFISSIONAIS FLUMINENSES
– DEFESA DA ENGENHARIA, AGRONOMIA E GEOCIÊNCIAS NO CONGRESSO NACIONAL
– FEDERALIZAÇÃO DO SISTEMA CONFEA, CREA E MÚTUA
– FORTALECIMENTO PARA AS ENTIDADES DE CLASSE
– MAIS REPRESENTATIVIDADE DAS ENTIDADES DE CLASSE NOS CREA
– MELHORIA DA QUALIDADE NA FORMAÇÃO ACADÊMICA
– POLÍTICA INSTITUCIONAL
– MAIS INTEGRAÇÃO E OPORTUNIDADE PARA NOVOS PROFISSIONAIS
– DESENVOLVIMENTO CONTÍNUO DO PROFISSIONAL
– MAIS INOVAÇÃO E MENOS BUROCRACIA
– MAIS ORIENTAÇÃO E MENOS PUNIÇÃO
– ART NACIONAL
– MÚTUA MAIS PRÓXIMA DOS PROFISSIONAIS
– SALÁRIO MÍNIMO PROFISSIONAL

www.lucioepetrucci.com.br[/vc_column_text][/vc_tta_section][/vc_tta_tabs][/vc_column][/vc_row]